Inaugurado o Colégio Estadual do Jequiriçá

As longas caminhadas, as horas perdidas de sono em ter que acordar pela madrugada, as viagens de mais de uma hora e os riscos de acidentes. Tudo isso faz parte de um passado dos estudantes de segundo grau, residentes em Jequiriça, zona rural de Valença, que para estudar tinham que se deslocar para a sede do município. A inauguração do Colégio Estadual Bernardo Bispo dos Santos, nesta quarta-feira (17), traduz a vontade e a determinação de toda comunidade da localidade, que estabeleceu parceria com o governo, doando o terreno, através de Doralice Santos, filha de Bernardo, para o benefício.


O Colégio Estadual Bernardo Bispo dos Santos tem capacidade para 720 estudantes dos ensinos fundamental e médio. A cerimônia de inauguração contou com a presença do secretário da Educação do Estado da Bahia, Osvaldo Barreto, da prefeita Jucélia Nascimento, além de gestores, professores, estudantes e comunidade. O investimento foi de quase R$ 900 mil, a partir de recursos do Tesouro do Estado. O equipamento é um dos cinco colégios de segundo grau, que o Governo do Estado, em parceria com o Governo de Valença, disponibilizou para a zona rural, sendo três (Orobó, Bonfim e Jequiriçá)  entregues às comunidades e os outros dois (Guaibim e Serra Grande), contratados e em vias de serem licitados.


A prefeita Jucélia Nascimento destacou a grande parceria entre o Governo de Valença e o Governo do Estado, que vem transformando a realidade local. “Só nessa parceria é que a gente consegue avançar. O governo do Estado cumpriu sua parte. Secretário leve a mensagem ao governador Jaques Wagner que Valença saberá retribuir sua dedicação com o nosso município. Hoje Valença é vista e respeitada como a cidade que tem crescido com seus projetos”. Entre os equipamentos que contribuem para isto, a prefeita destacou o SAC, SAMU, Base Comunitária de Segurança e as máquinas para estradas na zona rural.


 “O Governo do Estado tem, entre as prioridades, a importante política pública de levar educação de qualidade para os lugares mais longínquos. E a inauguração desta escola aqui em Jequiriçá é mais um prova desta política, garantindo a todos os nossos estudantes o direito de aprender”, disse o secretário do estado. Ele ressaltou, também, os avanços na Bahia. “Com os nossos projetos estruturantes, diversificamos agendas e temáticas, fortalecendo o ensino em áreas prioritárias, como língua portuguesa e matemática”, afirmou.

 A unidade funciona com seis salas de aula nos turnos vespertino e noturno, oferecendo pátio central, prédio administrativo, com salas para diretor e professores, sala de leitura, biblioteca, laboratório e cozinha.

Nos últimos sete anos, o Estado investiu mais de R$ 499,9 milhões em construção, reforma e manutenção da estrutura física das escolas em toda a Bahia, incluindo unidades em áreas rurais, indígenas e quilombolas.

Ascom - Governo de Valença

Sem dó e sem piedade derrubaram o cobrador da Topic

Um homem identificado apenas pelo vulgo de Tiui, que era cobrador de uma van lotação, foi assassinado hoje pela manhã, na cidade de Conceição de Coité. Segundo informações, a vítima estava trabalhando na van, quando passaram dois elementos de moto e deflagraram diversos tiros, sendo que uma das balas atingiu o motorista da lotação, que foi levado para o hospital. O cobrador não teve sorte e foi baleado três vezes, morrendo no local. A policia foi acionada, mas até o momento não conseguiu prender os criminosos. O corpo ainda está no local, a espera dos peitos do Departamento de Polícia Técnica- DPT.

Doença do século está matando uma pessoa todos os dias no Brasil

Menor de 13 anos morre de infarto quando jogava bola.

Um tradicional jogo de futebol na cidade de Wenceslau Guimarães resultou em uma grande tragédia, um garoto de apenas 13 anos de idade, morreu depois de um infarto. Segundo informações, o adolescente de nome ainda não identificado  estava jogando bola com os colegas,  era matriculado em uma escolinha de futebol da cidade, quando  de uma hora, pra outra reclamou de fortes dores no peito, em seguida foi encaminhado para o  Hospital DR. Pantaleão Soares de Melo. O jovem era morador do Bairro Aliança.

Bocão foi executado por motoqueiros

Um homem, conhecido como “Bocão”, foi assassinado na tarde desta quarta feira (17), na rua Bela Vista, bairro Manoel Leão em Itabuna. A vítima trabalhava em uma construção quando foi executada por dois homens que estavam em uma moto.

Segundo informações, “Bocão” ainda tentou correr, mas foi alcançado pelo assassino. O pai dele disse que ele andava misturado com pessoas erradas. Agora já são 105 homicídios em 2014, o 6º em setembro. É e o 3º homicídio na cidade em menos de 24 horas.

QUADRILHA DE PMS QUE MATOU JUÍZA FORAM EXPULSOS NOVE

SÓ EXPULSAR NÃO RESOLVE... ELES DEVERIAM APODRECER NA CADEIA OU SEREM CONDENADOS A MORTE, SE EXISTISSE A PENA CAPITAL NO BRASIL.

O Comando da Polícia Militar (PM) determinou a exclusão de nove policiais militares condenados pela Justiça na morte da juíza Patrícia Acioli, crime ocorrido em agosto de 2011. Ela foi vítima de emboscada e morreu com 21 tiros quando chegava em casa, em Piratininga, região oceânica de Niterói, na região metropolitana do Rio. A exclusão foi publicada no boletim interno da corporação.
Na lista de expulsos estão o terceiro-sargento Charles de Azevedo Tavares; os cabos Alex Ribeiro Pereira, Jeferson de Araújo Miranda, Sammy dos Santos Quintanilha, Sergio Costa Junior, Carlos Adílio Maciel Santos e Jovanis Falcão Junior e os soldados Júnior Cezar de Medeiros e Handerson Lents Henriques da Silva. Na decisão do comando da PM ficaram de fora o tenente-coronel Cláudio de Oliveira e o tenente Daniel dos Santos Benitez Lopes.
O 7° Batalhão da PM (São Gonçalo), onde os militares eram lotados, foi comandado, à época do crime, pelo tenente-coronel Cláudio Luiz Silva Oliveira, condenado em março deste ano a 36 anos de prisão pela morte da juíza. Patrícia Acioli trabalhava no Fórum Regional do município e já tinha condenado vários PMs por crimes na região.
Pelo mesmo crime, o Conselho de Sentença do 3º Tribunal do Júri de Niterói condenou, em dezembro de 2013, o tenente da Polícia Militar Daniel Benitez a 36 anos de reclusão. O réu foi condenado em regime inicialmente fechado pelos crimes de homicídio triplamente qualificado (motivo torpe, assegurar a impunidade de outros crimes e emboscada) e por formação de quadrilha. Ele era considerado o braço direito do tenente-coronel Cláudio de Oliveira no batalhão.
A Secretaria de Segurança Pública informou que, no caso do tenente-coronel Cláudio de Oliveira e do tenente Daniel Benitez, em função de o processo de expulsão dos policiais ter sido anteriormente sobrestado (suspenso) pela Justiça, os oficiais permanecem como integrantes da corporação. No entanto, assim que o Tribunal de Justiça enviar a conclusão do processo com o pedido de perda do cargo público, a exclusão será confirmada.

Mais um "Bestinha" foi pegado pelo TCM no Baixo Sul da Bahia

CADA DIA UM "ESPERTINHO" É PEGADO PELO TCM NO BAIXO SUL. JUNTE SE A ISSO O PROCESSO ELEITORAL QUE ELE RESPONDE E PODERÁ SER CAÇADO

O prefeito de Wenceslau Guimarães, Nestor Vicente dos Santos, foi multado em R$1 mil pelo Tribunal de Contas dos Municípios e terá que devolver o montante de R$ 23.076,40 aos cofres municipais, com recursos pessoais, em função do pagamento em valor superior ao pactuado com o Instituto de Pesquisa Municipal – IPM.

O termo apontou que o instituto foi contratado diretamente para prestar serviços de publicação de atos oficiais municipais, tendo recebido em 2013 o total de R$ 47.076,40, decorrente de dispensa de licitação, quase o dobro do valor de R$ 24.000,00 inicialmente pactuado.

O relator do processo, conselheiro Paolo Marconi, ressaltou que a contratação direta do IPM também violou a regra constitucional da obrigatoriedade de licitação.

Cabe recurso da decisão.

Blitz dos infernos afim de supostamente arrecadar dinheiro para campanha política

Com toda certeza essa mobilização é com o fim de levantar dinheiro para a campanha política, fato que envergonha a todos nós que esperávamos uma mobilização da Polícia combatendo a criminalidade que assola o nosso estado da Bahia, bem como o País inteiro.
Quando o povo deve o governo, se vê mobilização de todas as formas para cobrar e oprimir o povo, usam até o poder da justiça para enquadrar o cidadão.
Sou a favor que se pague o que se deve e a quem se deve, mas, usar o poder do estado para oprimir o cidadão e com truculência que se costuma ver as diversas abordagens do aparato policial em nome do estado, é no mínimo covardia, ainda mais quando o estado não costuma cumprir cabalmente quando a dívida é dele para com o cidadão.
Foi de bom alvitre a ação da OAB contra a truculência do estado na prática do confisco do bem alheio nessa vergonhosa “Blitz do IPVA”, mesmo sabendo que a polícia está cumprindo ordens superiores que vem do governo, mas já que estamos num momento eleitoral, isso cai bem pra o governo que deseja apenas encher os seus cofres para aplicar nas campanhas, fato que serve para o povo abrir os olhos e dá o troco nas urnas.